segunda-feira, 2 de março de 2009

Abraão pede em favor de Sodoma




Abraão pede em favor de Sodoma
GÊNESIS 18.16-33




Depois os visitantes se levantaram e foram para um lugar de onde podiam ver a cidade de Sodoma. E Abraão os acompanhou para lhes mostrar o caminho. Aí o SENHOR Deus disse a si mesmo: "Não vou esconder de Abraão o que pretendo fazer. Os seus descendentes se tornarão uma nação grande e poderosa, e por meio dele eu abençoarei todas as nações da terra. Eu o escolhi para que ele mande que os seus filhos e os seus descendentes obedeçam aos meus ensinamentos e façam o que é correto e justo. Se eles obedecerem, farei por Abraão tudo o que prometi." Aí o SENHOR disse a Abraão: - Há terríveis acusações contra Sodoma e Gomorra, e o pecado dos seus moradores é muito grave. Preciso descer até lá para ver se as acusações que tenho ouvido são verdadeiras ou não. Então dois dos visitantes saíram, indo na direção de Sodoma; porém Abraão ficou ali com Deus, o SENHOR.
Abraão chegou um pouco mais perto e perguntou: - Será que vais destruir os bons junto com os maus? Talvez haja cinqüenta pessoas direitas na cidade. Nesse caso, vais destruir a cidade? Será que não a perdoarias por amor aos cinqüenta bons? Não é possível que mates os bons junto com os maus, como se todos tivessem cometido os mesmos pecados. Não faças isso! Tu és o juiz do mundo inteiro e por isso agirás com justiça. O SENHOR Deus respondeu: - Se eu achar cinqüenta pessoas direitas em Sodoma, perdoarei a cidade inteira por causa delas. Abraão voltou a dizer: - Perdoa o meu atrevimento de continuar falando contigo, pois tu és o Senhor, e eu sou um simples mortal. Pode acontecer que haja apenas quarenta e cinco pessoas direitas. Destruirás a cidade por causa dessa diferença de cinco? Deus respondeu: - Se eu achar quarenta e cinco, não destruirei a cidade. Abraão continuou: - E se houver somente quarenta bons? - Por amor a esses quarenta, não destruirei a cidade - Deus respondeu. Abraão disse: - Não fiques zangado comigo, Senhor, por eu continuar a falar. E se houver só trinta? Deus respondeu: - Se houver trinta, eu perdoarei a cidade. Abraão tornou a insistir: - Estou sendo atrevido, mas me perdoa, Senhor. E se houver somente vinte? - Por amor a esses vinte, não destruirei a cidade - Deus respondeu. Finalmente Abraão disse: - Não fiques zangado, Senhor, pois esta é a última vez que vou falar. E se houver só dez? - Por causa desses dez, não destruirei a cidade - Deus respondeu. Quando o SENHOR Deus acabou de falar com Abraão, ele foi embora, e Abraão voltou para casa.

Fonte: SBB NTLH

6 comentários:

Prof. Israel Lima disse...

Essa é uma Palavra profética!!!
Pedro você escreve com muita maestria, viu. entendemos com clareza o que você quer nos transmitir. Isso é mais que bom.
Amo ler suas reflexões bíblicas, e esteja certo que muito me conforta. Todos os dias, já me comprometi à visitar seu blog, postar meu comentário e me deleitar com seus maravilhosos textos. Glória a Deus!!

A Paz!

Por enquanto é só isso!!!

Prof. Israel Lima disse...

Pedro quando você estiver no meu blog vote em mim.

THOMOEDA TOP BLOG
BLOGSTARS
VICKYS TOP BLOGS
Edublogosfera

Por favor!!

Prof. Israel Lima disse...

Pedro quando você estiver no meu blog vote em mim.

THOMOEDA TOP BLOG
BLOGSTARS
VICKYS TOP BLOGS
Edublogosfera

Por favor!!

Luciana disse...

Obrigada pelos comts, pelas palavras concordo c/ vc, Deus sempre está no controle da situação.
Fica c/ Deus

Pedro Lima disse...

Professor muito obrigado e pode contar com meu voto.

Pedro Lima disse...

Luciana certamente Deus està no controle de tudo Ele nâo è pego de surpresa e isto conforta o meu coraçâo